Translate

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

*Te sentir nas pontas dos dedos*


Cada letra que tocamos
É inebriante ato de teclar a que nos entregamos

Nos desejamos
Nos amamos
E assim voamos pelos mais altos céus
Rompendo barreiras
Ultrapassando fronteiras

Sinto tua presença como ninguém
Em cada palavra

Desenho teus gestos
Transformados em simples atos de teclar

Em algo tão terno
Que em cada verso
Vejo teu rosto
E sinto teu gosto
Assim
Na ponta dos meus dedos
Amado meu

E desejamo-nos profundamente
Intensamente
De corpo
Alma
Coração
E mente
Sem reserva ou contrição

Um comentário:

  1. Fico feliz por regressares à Poesia com este poema de encanto!

    Beijos

    ResponderExcluir